Quarta, 29 de Maio de 2024
°

Geral Açude Joana

Apesar de vazamento, Açude Joana em Pedro II alcança 55% de sua capacidade após chuvas intensas

Apesar desse avanço, permanecem preocupações devido a um vazamento identificado há anos na parede do açude.

15/04/2024 às 08h39 Atualizada em 15/04/2024 às 19h46
Por: Gustavo Mesquita
Compartilhe:
Apesar de vazamento, Açude Joana em Pedro II alcança 55% de sua capacidade após chuvas intensas

 

Apesar do vazamento persistente ao longo dos anos, o Açude Joana em Pedro II atingiu 55% de sua capacidade, impulsionado pelas intensas precipitações deste ano, de acordo com os dados, divulgados pela Agência Nacional de Águas (ANA) neste domingo (14).

Até o momento, acumulou-se aproximadamente 1089 mm de chuva neste ano, segundo informações fornecidas pelo Prof. Hélbio com base nos registros do pluviômetro do Bairro Cristo Rei. O açude tem se beneficiado das condições climáticas favoráveis predominantes na região, com cerca de 347.0 mm de chuva registrados somente neste mês de abril, incluindo 33 mm apenas neste domingo. Fevereiro foi o mês mais chuvoso, com 428 mm, mas abril pode superá-lo, dadas as chuvas registradas em todos os dias até o momento.

Apesar desse avanço, permanecem preocupações devido a um vazamento identificado há anos na parede do açude. Apesar dos estudos realizados ao longo do tempo, ainda não foi implementada nenhuma solução para esse problema, o que resulta na perda significativa de água do reservatório e causa preocupação na população que depende do açude.

Construído na década de 90, o Açude Joana tem uma capacidade total de 10.760.000 m³ de água, porém, atingiu sua capacidade máxima apenas uma vez em sua história, em 2009. Enquanto isso, em contraste, algumas barragens e açudes em cidades vizinhas, com capacidades maiores, já alcançaram seu nível máximo e estão transbordando. O Caldeirão, em Piripiri, é aproximadamente cinco vezes maior que o açude Joana, com cerca de 54 milhões de metros cúbicos, e a barragem de Piracuruca, com 250 milhões de metros cúbicos de água, transbordam praticamente todos os anos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.