Domingo, 22 de Maio de 2022
29°

Pancada de chuva

Pedro II - PI

Economia Novo aumento!

Gás de cozinha pode chegar a R$ 140 no Piauí após novo reajuste da Petrobrás

O gás de cozinha está sendo comercializado no Piauí por até R$ 140 desde as primeiras horas desta sexta-feira (11) no Piauí.

11/03/2022 às 13h33
Por: Cleber Araújo
Compartilhe:
Foto: Pedro ventura/Agência Brasília
Foto: Pedro ventura/Agência Brasília

 

 

O gás de cozinha está sendo comercializado no Piauí por até R$ 140 desde as primeiras horas desta sexta-feira (11) no Piauí.  O aumento no preço é reflexo do reajuste de 16% feito pela Petrobrás ainda na quinta-feira (10). 

Até ontem, segundo informações do Sindicato dos Revendedores de Gás do Piauí (Sindgás), o botijão de 13 kg era comercializado, em média, entre R$ 110 e R$ 120.

Ao Cidadeverde.com, Márcio Coelho, membro da diretoria do SindGás, informou que o mercado do gás de cozinha é livre e que cada revendedor elabora seus critérios para definir o valor que será cobrado por botijão.

"Antes do reajuste, no Piauí, o gás estava sendo comercializado entre 110 e 120 reais. Hoje, com o reajuste da Petrobrás, esse valor está entre 130 e 140 reais. No entanto, depende de cada revendedor. Mas, acreditamos que esse valor não ultrapasse os 140 reais", destacou Márcio Coelho.

O membro do SindGás informou também que o aumento no valor do gás de cozinha não foi somente devido ao reajuste da Petrobrás. Isso porque o preço do botijão é tabelado com base no gasto do revendedor do gás.

"Tivemos um aumento antes de mais de 2 reais no diesel, agora vai vir outro aumento. O revendedor do gás, além do combustível do caminhão, precisa gastar com frete, entrega, folha de pagamento. E isso tudo é colocado no produto final", explicou Márcio Coelho.

O preço de R$ 140 já está sendo praticado em Teresina e no interior do Piauí o SindGás acredita que não deve ultrapassar esse valor. Entretanto, há a possibilidade de revendedores ultrapassarem esse teto devido aos gastos citados por Márcio Coelho.

"Estamos desde outubro sem o Governo Federal, a Petrobrás repassar esse aumento. Ela pegou o acumulado e repassou ao mercado. Essa guerra que está tendo também prejudica. A Rússia é a maior exportadora de GLPS do mundo. Ainda vem muita coisa", alertou Márcio Coelho.

 

Reajuste

A Petrobras anunciou na quinta (10) reajustes nos preços da gasolina, diesel e gás de cozinha. O aumento vale para as distribuidoras e entra em vigor nas próximas horas, segundo o Sindicato dos Donos de Postos de Combustíveis do estado. A alta chega a 24% para o preço do diesel, 18% para a gasolina e 16% no preço do gás de cozinha.

Para o GLP, a partir da sexta, o preço médio de venda para as distribuidoras, passará de R$ 3,86 para R$ 4,48 por kg, equivalente a R$ 58,21 por 13kg, refletindo reajuste médio de R$ 0,62 por kg.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.