Quarta, 12 de Junho de 2024
°

Educação Educação

Professora do IFPI Campus Pedro II tem pesquisa indicada ao prêmio CAPES de Tese 2023

Sua pesquisa inovadora e aprofundada contribui para uma melhor compreensão da obra de Elena Ferrante e sua relevância para a literatura contemporânea

25/06/2023 às 09h21
Por: Gustavo Mesquita Fonte: Revista Acrobata
Compartilhe:
Professora do IFPI Campus Pedro II tem pesquisa indicada ao prêmio CAPES de Tese 2023

 

 

A professora Doutora Emília Soares, do IFPI Campus Pedro II, tem se destacado com sua pesquisa sobre a Tetralogia Napolitana de Elena Ferrante, autora italiana cujas obras têm conquistado cada vez mais leitores no Brasil. Entre os livros mais populares de Ferrante estão Dias de Abandono (2002) e A Filha Perdida (2006), mas é a tetralogia composta por A Amiga Genial (2011), História do Novo Sobrenome (2012), História de quem foge e quem fica (2013) e História da Menina Perdida (2014) que tem chamado atenção.

Em sua tese de Doutorado intitulada "Maternidade incômoda e jogos de espelhos femininos na Tetralogia Napolitana de Elena Ferrante", desenvolvida durante seu doutorado na Universidade Federal do Ceará (UFC) entre 2018 e 2022, Emília Soares explora a potência criativa da autora e analisa como a linguagem ferrantiana constrói uma poética da maternidade. Sua pesquisa foi selecionada pelo Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) para concorrer ao Prêmio CAPES de tese 2023, promovido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

A tese de Emília aborda a trajetória das personagens Lila e Lenu na tetralogia, explorando sua odisseia subjetiva diante das complexas regras masculinas. Ela analisa como a genealogia feminina é constituída por meio de jogos de espelhos entre as demais personagens, que vivenciam a maternidade de forma subversiva e não romantizada. A pesquisa também destaca a presença simbólica das bonecas e discute o realismo da escrita de Ferrante, além de dialogar com obras literárias do passado e referências do feminismo.

Com sua pesquisa inovadora e aprofundada, Emília Soares contribui para uma melhor compreensão da obra de Elena Ferrante e sua relevância para a literatura contemporânea. Sua análise da maternidade incômoda e das relações femininas na Tetralogia Napolitana enriquece o debate sobre identidade, gênero e poder, destacando a importância do trabalho de Ferrante para a representação feminina na literatura. Leia mais em: https://revistaacrobata.com.br/acrobata/outros/pesquisa-sobre-tetralogia-napolitana-de-elena-ferrante-e-indicado-ao-premio-capes-de-tese-2023/

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.