Domingo, 22 de Maio de 2022
28°

Pancada de chuva

Pedro II - PI

Economia Gás de cozinha

Piauí é o estado com o maior preço médio do botijão de gás do Nordeste

Ainda segundo a ANP, o preço mínimo do gás encontrado no Piauí é de R$ 114,00 e o máximo encontrado é de R$ 130,00.

28/04/2022 às 13h52
Por: Cleber Araújo
Compartilhe:
Piauí é o estado com o maior preço médio do botijão de gás do Nordeste

 

 

O estado do Piauí, segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), tem o botijão de gás de 13 quilos com o preço médio mais caro da região Nordeste, custando em média R$ 122,48. Os dados levaram em conta o período de 17 de abril a 23 de abril deste ano, onde foram pesquisados 34 pontos de revenda de gás de cozinha no estado. Ainda segundo a ANP, o preço mínimo do gás encontrado no Piauí é de R$ 114,00 e o máximo encontrado é de R$ 130,00. 

Além dos consumidores, os trabalhadores do ramo também se sentem prejudicados pelos constantes aumentos nos preços do gás de cozinha, segundo Thiago Pereira, vice-presidente do Sindicato dos Revendedores de Gás de Cozinha, a falta de previsibilidade que impede as distribuidoras de gás de se planejar para oferecer o produto mais barato para o consumidor.

“Não tem como prever. Não tem como se planejar em relação a essas variações do preço do gás e assim também como no combustível. O aumento vem com determinação da Petrobras e a gente só tem que acatar, a gente não tem muito o que fazer", informou.

Com a redução dos valores no preço do quilo do botijão de gás que foram anunciados pela Petrobras, o economista Dorgilan Rodrigues fez os cálculos e explicou de quanto seria o desconto a ser repassado ao consumidor.

“Eles decidiram em uma redução no preço do quilo no botijão de gás de 5,59% [em relação ao] preço anterior e isso vai levar o preço do botijão de gás a uma queda nas refinarias de R$ 3,27. Um dos motivos que a Petrobras informou pra redução do preço do gás foi a estabilidade do dólar, uma redução que nós tivemos nos últimos meses e vai provocar uma queda nos derivados do petróleo, como na gasolina, e também no gás de cozinha”, explicou o economista.

Contudo, não há previsão de que essa redução seja repassada aos consumidores.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.