Quarta, 29 de Maio de 2024
°

Polícia Draco

Operação da Draco prende mais duas pessoas em Pedro II e sete em Teresina

A ação de hoje na região faz parte da segunda fase da operação deflagrada no dia 6 de abril

16/04/2024 às 08h41
Por: Gustavo Mesquita Fonte: Cidade Verde
Compartilhe:
Operação da Draco prende mais duas pessoas em Pedro II e sete em Teresina

 

 

O Departamento de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) deflagrou na manhã desta terça-feira (16) a Operação Draco 107. Ao todo, estão sendo cumpridos sete mandados judiciais em Teresina e dois na cidade de Pedro II, e pelo menos quatro pessoas foram presas até o momento.

Em Pedro II foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão e uma pessoa foi presa. A ação de hoje na região faz parte da segunda fase da operação deflagrada no dia 6 de abril, em que sete pessoas envolvidas em uma organização criminosa foram presas, incluindo o líder, que tinha uma residência de luxo e um policial militar.

Na capital, um dos alvos foi a residência de uma idosa considerada a "vovó da facção", localizada no bairro Dagmar Mazza, zona Sul. Em entrevista ao Notícia da Manhã, o coordenador do Draco, delegado Charles Pessoa, informou que ela e sua filha foram presas.

"Conseguimos apreender anotações relacionadas tanto ao tráfico de drogas como também à atuação dela na organização criminosa. Uma demonstração clara de que essas duas pessoas, a mãe e a filha, que serão conduzidas, integram uma facção criminosa, ainda com um agravante de que pertencem a um núcleo da organização criminosa responsável pela tomada de decisões, tanto relacionadas à questão de julgamentos de outros membros, como também à atuação no tráfico de entorpecentes", pontuou.

Charles Pessoa destacou ainda que a idosa já havia sido presa anos anteriores por envolvimento com tráfico de drogas.

"Uma senhora que já tinha sido presa há alguns anos pela Depre, por envolvimento com o tráfico de entorpecentes, foi colocada em liberdade, mas ao invés de sair da criminalidade, integrou-se à facção criminosa e exerce uma função de liderança de dentro da facção criminosa, inclusive tomando decisões nessa célula dessa facção criminosa", acrescentou.

Ainda na casa, também havia duas crianças que devem ser acompanhadas pelo Conselho Tutelar. O delegado disse que uma delas chegou a dizer onde sua avó escondia as drogas.

"Duas crianças aqui, infelizmente a gente até ouviu relatos das crianças aqui, quando um deles viu as polícias, relatando que a avó dele esconde a droga em vários locais aqui no mato que fica ao fundo da residência. Então as crianças estão presenciando diariamente as ações criminosas tanto da mãe como dessa avó", ressaltou o coordenador do Draco.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.