Quarta, 29 de Maio de 2024
°

Cultura Coluna do Ernâni

18 de abril, Dia de Lobato, Dia do Livro Infantil

ERNÂNI GETIRANA (@ernanigetirana) é professor, poeta e escritor. É autor de inúmeros livros, dentre eles “Debaixo da Figueira do Meu Avô”. É membro da APLA, ALVAL, UBE-PI e do IHGPI.

19/04/2024 às 11h13
Por: Ernani
Compartilhe:
18 de abril, Dia de Lobato, Dia do Livro Infantil

 

Em recente palestra proferida durante o II SALIP2Salão do Livro de Pedro II (22 a 24 de março) a professora Jasmine Malta (Professora, designer de interiores, escritora e artista visual) falou da Literatura de Infância. Sim, essa é a denominação mais adequada para o que antes era conhecido como “Literatura Infantil”.

O termo anterior, Literatura Infantil, provocava uma série de mal entendidos. Seria uma literatura bobinha? Ou uma literatura feita POR crianças? Ou ainda uma literatura feita para EDUCAR crianças?

Já o termo Literatura de Infância evita toda essa gama de efeitos, digamos, colaterais. A infância é um período da vida do ser humano. Aliás, um dos períodos mais importantes, pois é nela que as pessoas estruturam o futuro adulto que supostamente serão um dia. Psicologia do senhor Freud.

A prática de ouvir e ler estórias é um hábito salutar e, segundo a UNESCO, é um direito de toda criança. Claro que a crianças que possuem pais que praticam a leitura, possuem um(a) professor(a) que seja um(a) leitor(a) e as incentivem a ler é o ideal. Mas a vida é real como um corte de navalha.

Por outro lado, o Brasil é a terra de um dos maiores escritores de Literatura de Infância: José Bento Monteiro Lobato. Eis uma rápida biografia dele escrita por Dilva Frazão, professora e biblioteconomista.

“Monteiro Lobato (1882-1948) foi um escritor e editor brasileiro. "O Sítio do Pica-pau Amarelo" é sua obra de maior destaque na literatura infantil. Criou a "Editora Monteiro Lobato" e mais tarde a "Companhia Editora Nacional". Foi um dos primeiros autores de literatura infantil de nosso país e de toda América Latina.

Ao lado da literatura infantil, Monteiro Lobato também deixou extensa obra voltada para o público adulto. Retratou os vilarejos decadentes e a população do Vale do Paraíba, quando da crise do café.

Lobato situa-se entre os autores do Pré-Modernismo, período que precedeu a Semana de Arte Moderna. Lobato foi também jornalista, tradutor e empresário. Fundou a Companhia Petróleo do Brasil, à qual se dedicou por dez anos. [...].

Livros de Lobato: O Saci (1921), Fábulas de Narizinho (1921), Narizinho Arrebitado (1921), O Marquês de Rabicó (1922), Peter Pan (1930), Reinações de Narizinho (1931), Viagem ao Céu (1931), As Caçadas de Pedrinho (1933), Emília no País da Gramática (1934), História das Invenções (1935), Geografia de Dona Benta (1935), Memórias da Emília (1936), Histórias de Tia Nastácia (1937), Serões de Dona Benta (1937), O Poço do Visconde (1937), O Pica-pau Amarelo (1939).

Fábulas de Monteiro Lobato: O Cavalo e o Burro, A Coruja e a Águia, O Lobo e o Cordeiro, O Corvo e o Pavão, A Formiga Má, A Garça Velha, As Duas Cachorras, O Jaboti e a Peúva, O Macaco e o Coelho, O Rabo do Macaco, Os Dois Burrinhos, Os Dois Ladrões”.

Como professor, tenho contato cotidiano com estudantes de 14, 15 anos. Sempre falo de livros para eles, às vezes distribuo livros para que leiam, comentem. Também os estimulo a escreverem suas próprias estórias e as leiam em voz alta. Toda atividade que ‘passo’ para meus alunos e alunas eu também faço eu mesmo.

Como autor de literatura para a infância, tenho procurado publicar livros que respeitem a inteligência das crianças e que as estimulem a pensar, fazer associações, além, é claro, de fazer com elas percebam que ler é o maior barato.

PS. Não, não me esqueci do Ziraldo nem da Maria Clara Machado. Falarei deles em outros futuros textos. As fotos desse artigo foram baixadas da internet. Comercial: Durante a 18ª edição do Festival de Inverno de Pedro II estaremos na praça com nossos livros.

 

   

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Cultura com Profº Ernâni Getirana
Cultura com Profº Ernâni Getirana
Sobre Ernâni Getirana, professor, lecionou na UESPI e Faculdade Santo Agostinho, aposentado na Rede Estadual de Educação, Ecoescola Thomas a Kemps. Ainda na ativa na Rede Municipal de Educação de Pedro II. Formado em Letras pela UFPI, graduado em Meio Ambiente pela UnB, graduado em Educação pela UFRJ, mestre em Políticas Públicas pela UFPI. Membro das academias: Vale do Longá e Pedrossegundense de Letras e Artes. É poeta e escritor, autor de vários livros, dentre eles “Lendas da Cidade de Pedro II”.
Atualizado às 21h00 - Fonte: ClimaTempo
°

Mín. ° Máx. °

Qui °C °C
Sex °C °C
Sáb °C °C
Dom °C °C
Seg °C °C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes