Sábado, 22 de Junho de 2024
°

Cultura Coluna do Ernâni

Depois do Festival, Vem Sempre... O Salão

ERNÂNI GETIRANA (@ernanigetirana) é professor, poeta e escritor. É autor de inúmeros livros, dentre eles “Debaixo da Figueira do Meu Avô”. É membro da APLA, ALVAL, UBE-PI e do IHGPI.

08/06/2024 às 09h37 Atualizada em 08/06/2024 às 09h39
Por: Ernani
Compartilhe:
Depois do Festival, Vem Sempre... O Salão

 

O início

Nem bem a saudade do exitoso ‘Festival de Inverno de Pedro II’ (FIPII), 18ª edição, chegou e já nos aparece na esquina da cultura o ‘Salão do Livro do Piauí’ (SALIPI) em sua 22ª edição.

Ambos os eventos, além de longevos, são, sem sombra de dúvidas, os dois eventos culturais e midiáticos de maior monta por todo este estado de Da Costa e Silva. 

Que o Piauí possui uma cultura rica e diversificada não é novidade para ninguém. A questão central é que quase todo mundo diz isso, mas fazer acontecer mesmo os eventos culturais é que são elas.

O professor Cineas Santos escreveu(*) sobre o nascedouro do salão:

MANHÃ DE MARÇO DE 2003. Sem aviso prévio, entram na Oficina da Palavra os professores Luiz Romero, Wellington Soares e Nílson Ferreira. Os três mosqueteiros vinham apresentar-me uma “boa ideia” e esperavam, naturalmente, contar com a minha pronta adesão. Queriam retomar o projeto Língua Viva, tocado por mim, a duras penas, durante cinco anos. Wellington queria algo mais ousado: pretendia criar um salão de livros no Piauí. A ideia era realmente muito boa, faltava apenas encontrar quem se dispusesse a bancá-la. Ressabiado com a dolorosa experiência do Língua Viva, comentei em tom de blague: por favor, incluam-me fora disso”.

Pois os três mosqueteiros não apenas dobraram o velho Cineas, como foram dobrando um(a) a um(a) dos que se ‘opunham’ ao SALIPI. Governadores, inclusive.

A princípio o salão funcionou no Centro de Convenções, depois na Praça Pedro II e atualmente acontece no espaço Rosa dos Ventos da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

 

Importância do SALIPI

Acho que é inquestionável a necessidade de realização de eventos como o Festival de Inverno de Pedro II e o Salão do Livro do Piauí. E por quê? Afinal há tantos eventos bacanas acontecendo por aí, com tantas bandas bacanas, tanta animação, tanta...

Aqui precisamos pôr os pingos nos ii. Há uma diferença gritante entre diversão pura e simples e diversão com informação significativa, com arte (literatura, dança, teatro, música, poesia, etc.) a que todas as pessoas têm direito.

Uma imersão no SALIPI pode significar nos arriscarmos a mudar nossas vidas para melhor. Significa nos arriscarmos a abrir outras dimensões humanas, novos lugares de conhecimento e curiosidade. Alargarmos nossas fronteiras interiores.

Por isso os organizadores do salão sempre apostaram no público infantil. Crianças não podem andar sozinhas, logo vão ao salão na companhia dos pais ou familiares. Quer dizer, os pequenos ‘forçam’ os adultos a comparecerem e, quem sabe, se reencantarem com a leitura, com as artes, exercitando, assim, a criança que um dia foram.

O SALIPI mexe com nossa criança interior e nos revigora a alma.

Em sua 22ª edição, cujo slogan é “A Leitura é um Estado de Graça”, faz alusão à homenageada desse ano: a professora Maria das Graças Targino.

Comemora também, o renomado salão, o centenário do intelectual piauiense Arimatéa Tito Filho, assim como os cem anos do escritor austríaco  Franz Kafka, escritor austro-húngaro (nascido em Praga, hoje seria tcheco) autor, dentre outros livro de O Processo.

A APLA (Academia Pedro-segundense de Letras e Artes) se fará presente com a presença de alguns de seus membros a convite de um dos organizadores, o professor Luís Romero. Nossa participação se dará no dia 08 de junho, sábado, a partir das 19:30 h, no ‘Bate Papo Literário’.

E, claro, estaremos lá falando sobre o nosso também exitoso SALIP2 (Salão do Livro de Pedro II), ocorrido recentemente. Afinal de contas somos filhotes do SALIPI. 

O SALIPI acontecerá de 7 a 16 de junho.

[*]Crônica de Cineas Santos, extraída do livro Bastidores do SALIPI – Breves histórias do Salão do Livro do Piauí editado pela editora Fundação Quixote em 2022, por ocasião das comemorações dos 20 anos do SaLiPi.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Cultura com Profº Ernâni Getirana
Cultura com Profº Ernâni Getirana
Sobre Ernâni Getirana, professor, lecionou na UESPI e Faculdade Santo Agostinho, aposentado na Rede Estadual de Educação, Ecoescola Thomas a Kemps. Ainda na ativa na Rede Municipal de Educação de Pedro II. Formado em Letras pela UFPI, graduado em Meio Ambiente pela UnB, graduado em Educação pela UFRJ, mestre em Políticas Públicas pela UFPI. Membro das academias: Vale do Longá e Pedrossegundense de Letras e Artes. É poeta e escritor, autor de vários livros, dentre eles “Lendas da Cidade de Pedro II”.
Atualizado às 21h00 - Fonte: ClimaTempo
°

Mín. ° Máx. °

Dom °C °C
Seg °C °C
Ter °C °C
Qua °C °C
Qui °C °C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes