Sábado, 20 de Abril de 2024
°

Cultura Cultura

Um celeiro cultural chamado Pedro II

ERNÂNI GETIRANA (@ernanigetirana) é professor, poeta e escritor. É autor de inúmeros livros, dentre eles “Debaixo da Figueira do Meu Avô”. É membro da APLA, ALVAL, UBE-PI e do IHGPI.

16/02/2024 às 16h40 Atualizada em 16/02/2024 às 17h06
Por: Ernani
Compartilhe:
Um celeiro cultural chamado Pedro II

 

 

Antes de tudo, gostaria de agradecer a todos e a todas pela calorosa acolhida devido à minha participação a partir de agora nesse importante, conceituado e idôneo veículo de comunicação que é o Portal P2.

Há tempos que o professor Cleber Araújo e eu vimos mantendo contato nesse sentido, mas devido às nossas agendas apertadas, só agora foi possível concretizar essa parceria desejada por ambas as partes.

Em um tempo em que a comunicação tornou-se uma mercadoria de primeira necessidade, num mundo cada vez mais integrado e no qual a informação é moeda corrente, a importância de comunicar e comunicar bem está atrelada à credibilidade, sobretudo, daquele ou daquela que comunica. E isso o Portal P2 tem de sobra.

Numa sociedade plural e democrática o ‘fato’ é soberano e compete aos profissionais da comunicação relatá-lo com o máximo de fidelidade possível. Mesmo porque, em contrário, o veículo e seus participantes cairão em descrédito.

Isso não significa que quem faz comunicação deva agradar a todo mundo. O principal fiador dos meios de comunicação deve ser o povo. Claro está também que quem comunica está sujeito(a) ao erro, o que não o(a) impede de se retratar. Humildade é fundamental para quem lida com informação. Ninguém é dono da verdade.

A verdade é algo que deve ser sempre perseguido, sem jamais poder tê-la plenamente. O importante é a busca.

Pessoalmente já tive inúmeras experiências em trabalhar como colunista em vários meios de comunicação, desde o Jornal O Dia, Meio Norte (formato impresso), em Teresina (colaborando com inúmeros  artigos), na FM Matões de Pedro II(onde fui o redator do Jornal da Matões), na antiga FM Cruzeiro na qual nossos artigos eram lidos pelo competente Silva Lopes.

Em jornais locais, fiz parte do Jornal O Imperador, fundado pelo saudoso Raimundo Uchôa, do Jornal O Gritador, do também saudoso professor Genuíno Sales e do Sarau/Jornal de poesia do Doutor e poeta João Carvalho. E  o que falar do icônico JornalEco (com os colegas Dr. Franklin Dane e professora Ivanilda Amaral na alvorada do terceiro milênio!), dentre outros.

Durante décadas, no tempo das cartas pelos correios, participei intensamente com textos em prosa e verso de diversas publicações do sudeste/sul do país, além de outras situadas no estado do Piauí, claro. Venci inúmeros concursos de poesia e prosa, cuja premiação vinha pelos correios também. Paralelamente dei prosseguimento a meus estudos acadêmicos. 

Também fui um assíduo colaborador dos jornais do curso de Letras da UFPI nos anos 1980, assim como da AUP - Associação dos Universitários e universitárias de Pedro II -, sem esquecer também de que, como professor, sempre produzi com meus alunos e alunas jornaizinhos escolares.

Na década de 1990, com o aparecimento dos blogs criei o https://cruvianadepedroii.blogspot.com/, ainda ativo. Fui escrevendo e publiquei meus livros com dinheiro do próprio bolso, participei de inúmeros eventos literários, etc. e etc..

Além de algumas entrevistas ao Portal P2, já fizemos em parceria (APLA/PortalP2) um evento intitulado “Andanças Literárias”, originalmente pensado e proposto para nós pelo advogado e escritor pertencente à ALLMA (Academia de Letras e Línguas Nativas Altoenses) Marcondes Araújo (com raízes pedro-segundenses).

 

Pedro II na veia

Sem bairrismos, mas certamente o município de Pedro II é realmente um dos mais pujantes no contexto cultural piauiense ao longo das décadas.  Ao sediar o Festival de Inverno de Pedro II (eu estava lá quando ele foi criado em 2004, governo Dr. Carlos Braga), e antes desse, o FEMUPOK -  Festival de Música e Poesia Kolping – que tinha no timão o professor Afonso Celso, esse mesmo município voltará a realizar a partir de 2024 o SALIP2 (Salão do Livro de Pedro II).

E o que dizer dos Festejos de Nossa Senhora da Conceição? Nosso maior evento religioso! Mas também um evento social e cultural ao mesmo tempo.

O rico carnaval pedro-segundense de tempos idos (blocos e até escolas de samba (Sergino Castro, Dr. Humberto Cordeiro, dentre tantos outros e outras). Vamos parando por aqui com as citações porque não há espaço suficiente. Voltaremos ao tema.

 

PEDRO II de novo

Criado oficialmente em 1854, o município de Pedro II, quando começamos a estudá-lo profundamente, surge como um evento geográfico, histórico, ecológico e cultural quase único no estado do Piauí.  Iremos tratar disso em profundidade nas próximas edições de nossa coluna.

Não bastasse a temperatura amena, a altitude acima da média do estado, uma vegetação diversificada, uma fauna igualmente, paisagens naturais deslumbrantes (está ao sopé da Serra da Ibiapaba, não nos esqueçamos disso). Não bastasse tudo isso, e a sede do município está localizada exatamente entre quatro principais olhos d’água: Pirapora, Bananeira, Pimenta e Buritizinho.

Desde pelo menos a década de 1910 até nossos dias, ao longo de gerações, pessoas têm produzido cultura e arte de forma contínua e diversificada (cordel, pintura, teatro, artesanato diverso, literatura, etc.).

Pois é sobre tudo isso e muito mais de que trataremos em nossa coluna. Ao agradecer mais uma vez o apoio recebido, esperamos contribuir como professor, poeta, escritor, mas sobretudo como pedro-segundense que ama essa terra. Terra que nas palavras do poeta popular e professor Vianinha (de saudosa memória): “não há melhor lugar no mundo do que Pedro II”.

ERNÂNI GETIRANA (@ernanigetirana) é professor, poeta e escritor. É autor de inúmeros livros, dentre eles “Debaixo da Figueira do Meu Avô”. É membro da APLA, ALVAL, UBE-PI e do IHGPI.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Cultura com Profº Ernâni Getirana
Cultura com Profº Ernâni Getirana
Sobre Ernâni Getirana, professor, lecionou na UESPI e Faculdade Santo Agostinho, aposentado na Rede Estadual de Educação, Ecoescola Thomas a Kemps. Ainda na ativa na Rede Municipal de Educação de Pedro II. Formado em Letras pela UFPI, graduado em Meio Ambiente pela UnB, graduado em Educação pela UFRJ, mestre em Políticas Públicas pela UFPI. Membro das academias: Vale do Longá e Pedrossegundense de Letras e Artes. É poeta e escritor, autor de vários livros, dentre eles “Lendas da Cidade de Pedro II”.
Atualizado às 21h00 - Fonte: ClimaTempo
°

Mín. ° Máx. °

Dom °C °C
Seg °C °C
Ter °C °C
Qua °C °C
Qui °C °C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes