Sábado, 20 de Abril de 2024
°

Cultura Coluna do Ernâni

“Homenagem ao Casarão” - A poesia de Margarete Gomes

ERNÂNI GETIRANA (@ernanigetirana) é professor, poeta e escritor. É autor de inúmeros livros, dentre eles “Debaixo da Figueira do Meu Avô”. É membro da APLA, ALVAL, UBE-PI e do IHGPI.

08/03/2024 às 09h50
Por: Ernani
Compartilhe:
“Homenagem ao Casarão” - A poesia de Margarete Gomes

 

Dizem os mais experientes na arte de poetar que é a poesia que escolhe o poeta e não o contrário. Se isso parecer ser assim, certamente a poesia escolheu Margarete Gomes. Ela faz poemas há algum tempo, os tem recitado em saraus e junto a seus alunos e alunas. Antenada, escreveu este poema de uma singeleza e bela profunda que nos toca e comove a alma. Assim, ao parabenizar Margarete nesse 8 de março, DIA DA MULHER, parabenizo a todas as mulheres pedro-segundenses.

 

HOMENAGEM AO CASARÃO

1924 - 2024

 

APLAUSOS! APLAUSOS!

“O meu centenário

A minha sorte

Os meus pais

A minha morte ...

O lugar foi bem aqui

Escolhido de esquina

No meio da menina

Da cidade de Pedro II

Com um olhar para todos os lados

Quantas histórias guardadas

Quantos choros

Quantas tristezas

Quantas alegrias

Os pais, as suas crias,

Suas sementes guardadas

Mas plantadas em outro lugar

Para crescerem, florescerem em outros jardins.

Os filhos crescem

E como pássaros voam

E não querem mais voltar

Em outros ninhos, com outros tipos de aves,

Se encantam e vão...

A minha história veio bem antes de 1924.

Tenho mais de um século

Sou testemunha desta cidade

Muitos vi nascer

O tempo é o vento

E guardam na memória

Toda a história de quem andou por aqui...

A costureira que era amiga.

Melhor amiga (Rosalina Rodrigues de Almeida)

Costurava os vestidos para as moças irem ao baile

É VERDADE! Fui palco de grandes bailes!!

Fui cenário para início

De grandes amores

De enamorados

Paixões arrebatadoras

Que na alegria do baile

Eu vi dançar...

A beleza das famílias

Que se reuniam para conversar.

As tardes, eram felizes

E tomavam uma xícara de chá

AS COMADRES...

Aqui amores nasceram

Noivados, casamentos,

Paixões que se perderam

Amigos, Amigas

Crianças, jovens, colaboradores,

Pais, mães, tios, primos...

TODOS FORAM EMBORA...

... EU FIQUEI,

FIQUEI TESTEMUNHANDO NOVAS VIDAS

DE PERSONAGENS DA RUA, DA CALÇADA.

ERAM ZOADENTOS, QUE GRITAVAM

PARA ALGO VENDER.

EMBRIAGADOS, TRISTONHOS

SOLITÁRIOS, FAMINTOS...

O VENTO SOPRA, SOPRA,

VÊM AS CHUVAS, É INVERNO.

A ESTAÇÃO MUDA

ALGUNS PASSAM E OLHAM

O NÚMERO QUE FICOU NA PAREDE,

MINHAS PORTAS FECHADAS,

TUDO EMPOEIRADO

... NÃO VEJO MAIS !!

... CADÊ VOCÊS ??

FUI TESTEMUNHA

DA ALEGRIA,

DA FOLIA DO MERCADO,

DAS FEIRAS,

DOS QUIOSQUES

DOS FEIRANTES...

DO CHEINHO DA COMIDA

DAS CONZINHEIRAS DO MERCADO:

AINDA ME LEMBRO DAS MARIAS

QUE AQUI EU VI PASSAR.

VI TAMBÉM, A BELEZA DAS REDES

TECIDAS NO TEAR

SAUDADES! SAUDADES!

SAUDADES DO SENHORES,

DOS COMÉRCIOS DE TECIDOS,

MERCEARIAS, QUITANTDAS, AÇOUGUES ...

VÊM ESTAÇÕES

MUDAM OS CENÁRIOS

OS MEUS OLHOS ESTÃO CANÇADOS

A VISIBILIDADE ESTÁ DISTORCIDA

O FRIO, O CALOR,

A FALTA DE AMOR,

A FALTA DE GENTE,

A FALTA DE OLHAR,

... ESTOU VELHO

ESTOU VELHO E SOZINHO.

NÃO VEJO MAIS O TAMBORIL

QUE EM SUA SOMBRA

ABRIGAVA MUITA GENTE FELIZ...

... O TAMBORIL SE FOI ...

SOUBE QUE ENCANTOU-SE

EM UMA LENDA DO ESCRITOR ERNÂNI GETIRANA.

SOUBE QUE ESTÁ REPRESENTADO

EM UMA PEÇA DE TEATRO,

DA POETISA MARGARETE.

O TAMBORIL FICOU FAMOSO!!

... E EU?

TAMBÉM FAÇO PARTE DA HISTÓRIA

SOU MEMÓRIA

QUEM VIVEU SABE

QUEM OUVIU CONTA

... VAMOS! VAMOS!!

SE APRESSEM!

ESTOU DESAPARECENDO

PRECISO FICAR ETERNIZADO NAS ARTES

SOU UM GIGANTE,

CONSTRUÍDO PELAS MÃOS DOS HOMENS

DESTRUÍDO POR ELES TAMBÉM ...

SEI QUE SEREI FATIADO

DIVIDIDO, REPARTIDO,

FICAREI ESPREMIDO.

MAS ESTAREI ALI

DE CARA NOVA,

NÃO TÂO ELEGANTE.

MAS ESTAREI ...

E CONTINUAREI TESTEMUNHANDO A HISTÓRIA

... O TEMPO E O VENTO

NÃO PARAM DE SOPRAR.

HOJE AOS PEDAÇOS

ME CURVO DIANTE DESTE POVO

DESSA NOVA GERAÇÃO

QUE MINHA HISTÓRIA VAI CONTAR.

OBRIGADA,

ESTOU INDO!!!

APLAUSOS! APLAUSOS!”

 

(Margarete Gomes Pereira, Pedro II, 11/02/24). Fotos da autora.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Cultura com Profº Ernâni Getirana
Cultura com Profº Ernâni Getirana
Sobre Ernâni Getirana, professor, lecionou na UESPI e Faculdade Santo Agostinho, aposentado na Rede Estadual de Educação, Ecoescola Thomas a Kemps. Ainda na ativa na Rede Municipal de Educação de Pedro II. Formado em Letras pela UFPI, graduado em Meio Ambiente pela UnB, graduado em Educação pela UFRJ, mestre em Políticas Públicas pela UFPI. Membro das academias: Vale do Longá e Pedrossegundense de Letras e Artes. É poeta e escritor, autor de vários livros, dentre eles “Lendas da Cidade de Pedro II”.
Atualizado às 21h00 - Fonte: ClimaTempo
°

Mín. ° Máx. °

Dom °C °C
Seg °C °C
Ter °C °C
Qua °C °C
Qui °C °C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes